Pular para o conteúdo principal

DICA DO DIA

16 capítulo - novela - negociante de almas - Röhrig C. - lançamento 2015 - livro

16
Ele começou assim:
“ Quando lhe falei que o Anderson era pobre e miserável. É a mais pura verdade. Como também é o fato dele ter saído à cidade sem nada e depois de ter aparecido cheio do dinheiro. O que eu não lhe contei. É que eu sabia de onde vinha o dinheiro. No final dos anos 80 ele foi embora para São Paulo. Lá conheceu um grupo de sujeitos. Vamos dizer um grupo de investidores que procuravam jovens empreendedores. Anderson sempre foi um sujeito de fácil relacionamento. Ele tinha o jeito para tratar com os mais diversos tipos. Um jeito meio rude, mas tinha a essência de quem ele iria se transformar.
Foi apresentado a estas pessoas numa festa muito chique, só tinha os magnatas. Pessoas a alta sociedade, nomes que você só conhece da televisão e dos jornais. Pessoas com uma conduta irrepreensível. O tipo de gente que dita às regras do jogo.
 Você deve estar se perguntando como ele conheceu este pessoal. Não foi pela porta da frente. Na época ele estava fazendo alguns bicos num restaurante e um colega o convidou para trabalhar de garçom na tal festa. Foi tudo muito fácil, ele se enturmou rápido com o pessoal e percebeu a oportunidade. Escutou uma ou duas conversas e logo já sabia onde estava. Fez amizade com um dos chefões que o convidou para trabalhar em mais algumas recepções. Começou a circular entre a turma do sexo, drogas, política e dinheiro. Fixou-se numa boate que funcionava de fachada para prostituição de luxo. Só garotas top de linha. Os clientes eram na maioria estrangeiros ou políticos. Você já Pode imaginar o que aconteceu. Ele sempre foi muito esperto e inteligente. Tinha os contatos certos. Depois de dois anos ele conheceu os verdadeiros chefes do esquema. Eu mesmo não sei quem é. Ele nunca falou. A organização toda funciona em níveis. O velho resolveu pegar uma fatia do bolo pra ele. E a ideia era simples. Pensou que se voltasse para a cidade com o apoio da organização. Poderia tomar conta da cidade e fazer o meio de campo das importações. Ele se tornou o elo de contato. Toda a mercadoria que entra do Paraguai, antes de ser distribuída para os outros estados passa por aqui. Esta é a vantagem de morarmos a 50 km da fronteira. E esta tudo interligado um negocio alimenta o outro. Foi assim que ele voltou cheio de dinheiro e multiplicou muitas e muitas vezes sua fortuna.
Eu sei você deve estar cheio de perguntas. Mas você vai entender. E vai entender o porquê de eu estar lhe contando agora. Você acredita mesmo que ele morreu de causas naturais? Ele começou a ficar muito ganancioso. E a ganância é algo que eles não perdoam. Começou a desviar dinheiro e a dar desculpas. Os sujeitos lá de cima, não são idiotas. Eles já fazem este jogo desde o descobrimento do Brasil. E se duvidar até antes. É um negocio legitimo”.





Ofertas:

Postagens mais visitadas deste blog

"Eu nunca o vi bêbado" - uma entrevista com o editor de Bukowski (RARIDADE)

John Martin foi o editor de Bukowski durante grande parte de sua carreira, e é por isso que você agora sabe quem é Buk e você o ama ou odeia. Foi o que ele nos contou sobre sua conta.





Bukowski e sua esposa Linda. Fotos via Getty Images

Seja qual for a sua opinião de Bukowski - que você acredita que um niilista talentoso que só pensou em beber e foder, a voz de uma geração, ou um pouco de ambos - é inegável que era uma figura fundamental na história literária de Los Angeles. Por esse motivo, quando faz alguns anos trabalhamos no número do programa (o tema de Hollywood), decidi entrar em contato com John Martin, o editor de Bukowski. No final, a entrevista não foi publicada e permaneceu no rascunho até alguns dias atrás, quando decidimos publicá-la.


Se existe uma pessoa viva que pode dizer que conheceu o verdadeiro Charles Bukowski, essa pessoa é Martin. Martin foi o editor de Bukowski durante grande parte de sua carreira, e é por isso que você agora sabe quem é Buk e você o ama ou odei…

Exclusive Stephen King Interview - Entrevista exclusiva de Stephen King

Stephen Edwin King (born September 21, 1947) is an American author of contemporary horror, suspense, science fiction and fantasy. His books have sold more than 350 million copies[2] and many of them have been adapted into feature films, television movies and comic books. King has published fifty novels, including seven under the pen name Richard Bachman, and five non-fiction books. He has written nearly two hundred short stories, most of which have been collected in nine collections of short fiction. Many of his stories are set in his home state of Maine. King has received Bram Stoker Awards, World Fantasy Awards, British Fantasy Society Awards, his novella The Way Station was a Nebula Award novelette nominee,[3] and his short story "The Man in the Black Suit" received the O. Henry Award. In 2003, the National Book Foundation awarded him the Medal for Distinguished Contribution to American Letters.[4] He has also received awards for his contribution to literature for his …

fundo transparente para criar imagem PNG

---------------------------------------------------------------- ------------------------------------------------------------------ passe o mause em cima da parte branca entre as duas linhas tracejadas , clique com o botão direito do mause  e copie o fundo transparente para criar imagem PNG
Criar e imprimir cartão de visita e flyer