Pular para o conteúdo principal

DICA DO DIA

Coletânea de contos “Com prazer”




Coletânea de contos “Com prazer”

É uma coletânea de histórias escritas pelo escritor personagem Deniers Jeux. Apesar do titulo “Com prazer” não se trata apenas de contos eróticos, na verdade o prazer está no absurdo e na visão do mudo de forma escatológica. O ambiente é de pura contracultura, experiências escatológicas, grotescas, marginais, boemias. Num total desregramento estrutural e moral. Ele desdém da cultura hipócrita da sociedade de aparências virtuosas e aplaudi aqueles seres que não se deixam contaminar por ela. Mas mesmo ele, que vive para lutar contra um sistema baseado em mentiras, às vezes também se deixa sucumbir às engrenagens do jogo, mostrando que ninguém é totalmente isento de culpa.
Suas historias são irônicas, causticas, de um humor ferino e muitas vezes chegando ao grotesco. 






Minha história 
A primeira coisa que me contaram, foi a maneira como olhei para o belo par de peitos da enfermeira. Foi o meu primeiro contato com o mundo externo. Um mundo de múltiplas possibilidades, apesar de acreditar que eu não sabia exatamente o que eu estava pensando ou vendo. Ou quem sabe apenas esqueci. O tempo passou e fui crescendo. Na primeira série, lembro que adorava derrubar tudo no chão para ter um motivo.... Fui crescendo, e um dia resolvi inventar uma brincadeira ......pra ver se ninguém vinha. Não sei porquê, mas achávamos que estávamos fazendo algo errado. Tudo na maior curiosidade e simplicidade, uma sensação agradável ..... 

As histórias continuam de Jeux e sua turma. Cada vez mais bizarro e irônico. Trocando lâmpadas queimadas em quartinhos ordinários, sendo vigiado por quem vigia. Toda traição tem uma origem religiosa. Existem decepções estranhas e situações solitárias. Uma visão do apocalipse e a cegueira do ego. Os prazeres de uma autopsia. Vampiros num clube de caça. Quando tudo esta perfeito vem o suicídio e eles matam o capeta. Com discursos absurdos sobre coisa nenhuma. O problema dos jesuítas de bolso. E pra completar um cachorro apodrecendo do outro lado da rua. Realmente ele tem bons vizinhos. Mas tudo acima da média. Assim continua com prazer parte II. 


 “No fundo de um pote de sorvete; a mulher encontra a felicidade. No fundo de uma garrafa; o homem encontra a liberdade” palavras proféticas do Jeux. 
“Apenas os fatos”, “Dois cachorros e um relógio”, “Meias verdades usadas e fedorentas”,“Morrendo em partes”,“Meu primeiro emprego e minha primeira demissão”,“Apenas um trago”,“A poetisa da bunda perfeita”, “Tomando um porre com um ator famoso”, “O carteiro”, “A mulher do tarô”, “Acima da média”, “Um bom argumento”,“Já vou, só mais um minuto”. 

Ele continua andando com sua turma e a noite parece ser sua melhor companheira. “Eu não quero magoar ela”, é o que todos dizem quando tem medo de sair de uma situação confortável. Mentir para si mesmo é uma boa saída. “No mesmo lugar” tem dias que o sentido está em não fazer sentido, como cachorro pronto para lamber a mão de quem nos alimenta. “O que não se faz pela arte” já disseram que a maior obra de um homem é sua vida, seu umbigo e egoísmo. “Amigos são pra essas coisas” quem nunca ajudou um amigo a entrar numa fria e depois bateu palmas. “A noite que quase perdi as minhas bolas” pequenos erros de comunicação podem levar a grandes catástrofes. “Do outro lado da rua um par de peitos na janela” a melhor maneira de estar sozinho é estar com alguém. ”Cinco tequilas, uma loira furiosa e um machão bufando” pessoas vazias procuram situações vazias. “Entre oito a nove meses e ela não conseguia ficar de quatro” às vezes a compaixão pode ser comprada e retribuída. “Na vida você pode ter câncer ou amigos, mas sempre vai ter um problema” você não pode se meter na luta dos outros. “Correndo contra o tempo” e já sabemos aonde isto tudo vai chegar. “E ela disse que me ama” tem fases da vida que somos pingüins de geladeira.... 
Quero apenas refletir 
e não gosto do espelho 
ele me julga 
por pura aparência. 
Jeux


Mais algumas histórias retiradas da humilde vida do senhor Jeux: O machão que fazia xixi sentado; Ela sempre sentava no meu colo e a coisa ficava dura; E o primeiro lugar é para; Tudo é uma questão de paciência; A calcinha da faxineira é vermelha; Este quadro está amaldiçoado; Desejo que todos os meus inimigos um dia se casem e vivam eternos anos com suas adoráveis esposas; Ela esfaqueou o meu quadro e a mãe dela morreu comendo merda; A foda perfeita; Apenas os fatos; Mulher de amigo continua sendo mulher; O que não se faz pela arte; Masturbação sem sexo.


mais algumas historias do Jeux e seu amigos. Um mundo alternativo e as vezes grosseiro, mas real: 
Um apartamento vago.....................................................9 
O carpinteiro e a estante de metal...............................19 
O amor de uma vida em uma semana..........................29 
Um grande problema.....................................................35 
Antes do temporal.........................................................45 

Um convite inusitado.....................................................51 
Falando ao telefone.......................................................63 
Vamos ver.......................................................................71

“Jeux vai às compras” é uma seleção de contos dos 5 primeiros livros da coleção “Com prazer”. São varias histórias absurdas e divertidas sobre personagens marginais ou marginalizadas. Está publicação tem apenas o motivo de provocar e apresentar o personagem autor e seus amigos. Com uma dose de ironia, cenas grotescas, sexo explícito e implícito, frustrações, paixões, um cotidiano cheio de absurdos. Onde a única certeza é que tudo na vida pode ser engraçado e irônico. 
Com prazer (Histórias de Derniers Jeux – Parte I) – contos 
A mulher do tarô................................................................09 
A mulher que morava com o ex-marido e odiava cigarros 
..14 

Com prazer (Histórias de Derniers Jeux – Parte II) – contos 
Acima da média..................................................................21 
Batata fritas, uísque e cigarros.........................................25 

Com prazer (Histórias de Derniers Jeux – Parte III) – contos 
Tomando um porre com um ator famoso.........................31 
O carteiro..............................................................................37 

Com prazer (Histórias de Derniers Jeux – Parte IV) – contos 
Eu não quero magoar ela....................................................47 
O que não se faz pela arte...................................................53 

Com prazer (Histórias de Derniers Jeux – Parte V) – contos 
Ela sempre sentava no meu colo e a coisa ficava dura...61 
Tudo é uma questão de paciência......................................65 

Ofertas:

Postagens mais visitadas deste blog

fundo transparente para criar imagem PNG

---------------------------------------------------------------- ------------------------------------------------------------------ passe o mause em cima da parte branca entre as duas linhas tracejadas , clique com o botão direito do mause  e copie o fundo transparente para criar imagem PNG

livros mais vendidos na amazon, dica de leitura, kindle, ebook, book, baixe agora

livros mais vendidos na amazon, terceira semana em destaque, aproveite e leia agora
adquira o seu exemplar também
Lista de mais vendidos da Amazon:
#2 em Livros > Infantil e Infantojuvenil > Ficção Científica, Fantasia e Terror > Terror de dar Calafrios
click no link e aproveite

A ÚLTIMA VIAGEM DO LUSITANIA - ERIK LARSON

A ÚLTIMA VIAGEM DO LUSITANIA ERIK LARSON ormato(s) de venda:livro, e-bookTradução:Berilo VargasPáginas:432Gênero:Não FicçãoISBN:978-85-8057-850-8E-ISBN:978-85-8057-851-5Lançamento:27/10/2015
Em 1o de maio de 1915, com a Primeira Guerra Mundial chegando a seu décimo mês, um luxuoso transatlântico saiu de Nova York com destino a Liverpool, com um número recorde de bebês e crianças a bordo. Era uma surpresa que os passageiros estivessem tão tranquilos, já que a Alemanha declarara os mares ao redor da Inglaterra como zona de guerra e havia meses os submarinos alemães levavam terror ao Atlântico Norte. Mas o Lusitania era um dos maiores e mais rápidos navios em serviço, e seu capitão, William Thomas Turner, acreditava piamente no cavalheirismo de guerra que por um século evitou que navios civis fossem atacados. No entanto, a Alemanha estava determinada a mudar as regras do jogo, e Walther Schwieger, o capitão do Unterseeboot-20, estava feliz em colaborar. Enquanto isso, um serviço de inteligên…