Pular para o conteúdo principal

DICA DO DIA

Três festivais literários movimentam São Paulo - Cultura - Estadão - confira a programação

Leia Mais:http://cultura.estadao.com.br/noticias/literatura,tres-festivais-literarios-movimentam-sao-paulo,10000001379
Assine o Estadão All Digital + Impresso todos os dias
Siga @Estadao no Twitter

Autores brasileiros e estrangeiros se revezam pelos mais diversos espaços da cidade durante o Emil, Flink Sampa e a Balada Literária
confira a agenda:
12 a 15/11 - 1 Encontro Mundial da Invenção Literária - EMIL
13 a 14/11 - 3 Festa do Conhecimento, Literatura e Cultura Negra
18 a 22/11 - 10 Balada literária 


Autores brasileiros e estrangeiros se revezam pelos mais diversos espaços da cidade durante o Emil, Flink Sampa e a Balada Literária
CULTURA.ESTADAO.COM.BR

Ofertas:

Postagens mais visitadas deste blog

fundo transparente para criar imagem PNG

---------------------------------------------------------------- ------------------------------------------------------------------ passe o mause em cima da parte branca entre as duas linhas tracejadas , clique com o botão direito do mause  e copie o fundo transparente para criar imagem PNG

livros mais vendidos na amazon, dica de leitura, kindle, ebook, book, baixe agora

livros mais vendidos na amazon, terceira semana em destaque, aproveite e leia agora
adquira o seu exemplar também
Lista de mais vendidos da Amazon:
#2 em Livros > Infantil e Infantojuvenil > Ficção Científica, Fantasia e Terror > Terror de dar Calafrios
click no link e aproveite

A ÚLTIMA VIAGEM DO LUSITANIA - ERIK LARSON

A ÚLTIMA VIAGEM DO LUSITANIA ERIK LARSON ormato(s) de venda:livro, e-bookTradução:Berilo VargasPáginas:432Gênero:Não FicçãoISBN:978-85-8057-850-8E-ISBN:978-85-8057-851-5Lançamento:27/10/2015
Em 1o de maio de 1915, com a Primeira Guerra Mundial chegando a seu décimo mês, um luxuoso transatlântico saiu de Nova York com destino a Liverpool, com um número recorde de bebês e crianças a bordo. Era uma surpresa que os passageiros estivessem tão tranquilos, já que a Alemanha declarara os mares ao redor da Inglaterra como zona de guerra e havia meses os submarinos alemães levavam terror ao Atlântico Norte. Mas o Lusitania era um dos maiores e mais rápidos navios em serviço, e seu capitão, William Thomas Turner, acreditava piamente no cavalheirismo de guerra que por um século evitou que navios civis fossem atacados. No entanto, a Alemanha estava determinada a mudar as regras do jogo, e Walther Schwieger, o capitão do Unterseeboot-20, estava feliz em colaborar. Enquanto isso, um serviço de inteligên…