Pular para o conteúdo principal

DICA DO DIA

QUANDO DUAS ALMAS PERDIDAS SE ENCONTRAM

QUANDO DUAS ALMAS PERDIDAS SE ENCONTRAM


Ao seu lado todos os caminhos
 levam ao paraíso
talvez não seja um poema
talvez seja apenas um sentimento
como pétalas sopradas ao vento
fico olhando você dormir
ao meu lado em queda livre
e o seu calor me toca e dançamos  
como asas de cera
em meus sonhos
espantamos a escuridão
e gritamos para o horror
sonho acordado
guardando seus sonhos
você me faz sonhar alto
como um guardião do precipício
tenho as chaves do inferno
e lhe estendo a mão
venha para os meus sonhos
e eu digo: Agora!
E você sorri.

                                                              Röhrig C.


#poema #poesia #poeta #gótico #poe #poem  

Ofertas:

Postagens mais visitadas deste blog

fundo transparente para criar imagem PNG

---------------------------------------------------------------- ------------------------------------------------------------------ passe o mause em cima da parte branca entre as duas linhas tracejadas , clique com o botão direito do mause  e copie o fundo transparente para criar imagem PNG

livros mais vendidos na amazon, dica de leitura, kindle, ebook, book, baixe agora

livros mais vendidos na amazon, terceira semana em destaque, aproveite e leia agora
adquira o seu exemplar também
Lista de mais vendidos da Amazon:
#2 em Livros > Infantil e Infantojuvenil > Ficção Científica, Fantasia e Terror > Terror de dar Calafrios
click no link e aproveite

A ÚLTIMA VIAGEM DO LUSITANIA - ERIK LARSON

A ÚLTIMA VIAGEM DO LUSITANIA ERIK LARSON ormato(s) de venda:livro, e-bookTradução:Berilo VargasPáginas:432Gênero:Não FicçãoISBN:978-85-8057-850-8E-ISBN:978-85-8057-851-5Lançamento:27/10/2015
Em 1o de maio de 1915, com a Primeira Guerra Mundial chegando a seu décimo mês, um luxuoso transatlântico saiu de Nova York com destino a Liverpool, com um número recorde de bebês e crianças a bordo. Era uma surpresa que os passageiros estivessem tão tranquilos, já que a Alemanha declarara os mares ao redor da Inglaterra como zona de guerra e havia meses os submarinos alemães levavam terror ao Atlântico Norte. Mas o Lusitania era um dos maiores e mais rápidos navios em serviço, e seu capitão, William Thomas Turner, acreditava piamente no cavalheirismo de guerra que por um século evitou que navios civis fossem atacados. No entanto, a Alemanha estava determinada a mudar as regras do jogo, e Walther Schwieger, o capitão do Unterseeboot-20, estava feliz em colaborar. Enquanto isso, um serviço de inteligên…