Google+ Followers

Recomendo! muito bom trabalho

Recomendo! muito bom trabalho
clique na imagem e conheça o blog

domingo, 30 de março de 2014

Com prazer IV - 06 Do outro lado da rua um par de peitos na janela (fragmentos)


Com prazer IV - 06 Do outro lado da rua um par de peitos na janela (fragmentos)

Comecei a controlar o seu horário, e cada aparição dela. Ficava a espreita em meu apartamento. Torcendo para ver um daqueles peitos, pularem.














Com prazer III
“No fundo de um pote de sorvete; a mulher encontra a felicidade. No fundo de uma garrafa; o homem encontra a liberdade”palavras proféticas do Jeux.
“Apenas os fatos”, “Dois cachorros e um relógio”, “Meias verdades usadas e fedorentas”,“Morrendo em partes”,“Meu primeiro emprego e minha primeira demissão”,“Apenas um trago”,“A poetisa da bunda perfeita”, “Tomando um porre com um ator famoso”, “O carteiro”, “A mulher do tarô”, “Acima da média”, “Um bom argumento”,“Já vou, só mais um minuto”.
CONTEÚDO ADULTO








Com prazer II
As histórias continuam de Jeux e sua turma. Cada vez mais bizarro e irônico. Trocando lâmpadas queimadas em quartinhos ordinários, sendo vigiado por quem vigia. Toda traição tem uma origem religiosa. Existem decepções estranhas e situações solitárias. Uma visão do apocalipse e a cegueira do ego. Os prazeres de uma autopsia. Vampiros num clube de caça. Quando tudo esta perfeito vem o suicídio e eles matam o capeta. Com discursos absurdos sobre coisa nenhuma. O problema dos jesuítas de bolso. E pra completar um cachorro apodrecendo do outro lado da rua. Realmente ele tem bons vizinhos. Mas tudo acima da média. Assim continua com prazer parte II.
Röhrig C.
CONTEÚDO ADULTO




Com prazer I


Minha história
A primeira coisa que me contaram, foi a maneira como olhei para o belo par de peitos da enfermeira. Foi o meu primeiro contato com o mundo externo. Um mundo de múltiplas possibilidades, apesar de acreditar que eu não sabia exatamente o que eu estava pensando ou vendo. Ou quem sabe apenas esqueci. O tempo passou e fui crescendo. Na primeira série, lembro que adorava derrubar tudo no chão para ter um motivo.... Fui crescendo, e um dia resolvi inventar uma brincadeira ......pra ver se ninguém vinha. Não sei porquê, mas achávamos que estávamos fazendo algo errado. Tudo na maior curiosidade e simplicidade, uma sensação agradável .....

CONTEÚDO ADULTO

Postagens populares

compre livros pelo menor preço