Pular para o conteúdo principal

DICA DO DIA

primeiro capitulo - novela - negociante de almas - Röhrig C. - lançamento 2015 - livro

01
Eu estava no velório do velho Anderson Baum, a viúva tinha colocado um lenço branco sobre o rosto do morto. Fazia um calor dos diabos e a pequena capela parecia um forno. O único acesso e entrada de ventilação era a porta, não tinha nenhuma janela. O caixão no meio da peça, com a cabeceira encostada na parede, e a parte dos pés voltada para a porta. As moscas teimavam em posar sobre o lenço, uma mulher passava o tempo todo espantando as. Percebi que a noite ia ser longa. Fiquei sentado na primeira fileira de cadeiras a direita do velho Anderson, moscas, mosquitos, choros e lagrimas completavam a cena fúnebre. Um sujeito entrou na capela e sentou ao meu lado, apenas senti o vulto, continuei olhando para o caixão e com os meus pensamentos meio soltos.
- Foi um bom sujeito? – perguntou com a voz seca e áspera. Parecia que fazia tempo que não falava. Eu continuei com os meus pensamentos.
- Um bom sujeito – disse. – Huuumm...
- Parece estar tranquilo – ele disse. – Faz parte da vida.
Uma voz estranha que me deixava com horror, de fato.
- Um bom sujeito? – eu disse. – Você é amigo dele ou parente?
- Digamos que tínhamos alguns negócios juntos. Ele disse.
Fixei mais o olhar no caixão, tinha uma mosca pousada na ponta do nariz, e uma mancha amarelada no lenço branco, onde deveria estar à boca.
- Como sabia?
- Não importa. É apenas uma observação.
- Eu o conhecia a muitos anos. Sempre pareceu ser uma boa pessoa.
- Uma boa pessoa. Isto é bom. Às vezes as pessoas não são exatamente o que aparentam ser.
- Nunca lhe vi por aqui antes.
- Você pode não ter notado, mas sempre estive aqui.
- Onde?
- Na cidade, nos lugares, em seu bairro. Aqui!
- Então porque eu nunca lhe vi?
- Porque primeiro quero saber de você se ele era um bom sujeito. Preciso ter certeza, toda a certeza.
- Mas porque eu tenho que lhe dizer? Pergunte a viúva, ou a outro parente.
- Ele deixou o seu nome no testamento.
- Você é o advogado dele?
- Não exatamente.
- Ah, então quem você é? O que você esta querendo com esta conversa?
- Saber se ele era um bom sujeito.

Ficamos calados, enquanto a mosca caminhava com suas patinhas sobre o lenço, descendo do nariz em direção à boca. 

Ofertas:

Postagens mais visitadas deste blog

fundo transparente para criar imagem PNG

---------------------------------------------------------------- ------------------------------------------------------------------ passe o mause em cima da parte branca entre as duas linhas tracejadas , clique com o botão direito do mause  e copie o fundo transparente para criar imagem PNG

livros mais vendidos na amazon, dica de leitura, kindle, ebook, book, baixe agora

livros mais vendidos na amazon, terceira semana em destaque, aproveite e leia agora
adquira o seu exemplar também
Lista de mais vendidos da Amazon:
#2 em Livros > Infantil e Infantojuvenil > Ficção Científica, Fantasia e Terror > Terror de dar Calafrios
click no link e aproveite

A ÚLTIMA VIAGEM DO LUSITANIA - ERIK LARSON

A ÚLTIMA VIAGEM DO LUSITANIA ERIK LARSON ormato(s) de venda:livro, e-bookTradução:Berilo VargasPáginas:432Gênero:Não FicçãoISBN:978-85-8057-850-8E-ISBN:978-85-8057-851-5Lançamento:27/10/2015
Em 1o de maio de 1915, com a Primeira Guerra Mundial chegando a seu décimo mês, um luxuoso transatlântico saiu de Nova York com destino a Liverpool, com um número recorde de bebês e crianças a bordo. Era uma surpresa que os passageiros estivessem tão tranquilos, já que a Alemanha declarara os mares ao redor da Inglaterra como zona de guerra e havia meses os submarinos alemães levavam terror ao Atlântico Norte. Mas o Lusitania era um dos maiores e mais rápidos navios em serviço, e seu capitão, William Thomas Turner, acreditava piamente no cavalheirismo de guerra que por um século evitou que navios civis fossem atacados. No entanto, a Alemanha estava determinada a mudar as regras do jogo, e Walther Schwieger, o capitão do Unterseeboot-20, estava feliz em colaborar. Enquanto isso, um serviço de inteligên…