Pular para o conteúdo principal

DICA DO DIA

15 capítulo - novela - negociante de almas - Röhrig C. - lançamento 2015 - livro

15 capítulo - novela - negociante de almas - Röhrig C. - lançamento 2015 - livro

15
Camila tinha uma casa afastada da cidade. A casa ficava no meio de um bosque. Fui de carro até a casa, guiando por uma estrada estreita de terra. Nunca entendi porque eles moravam ali. Afastados da cidade e cercados por árvores. Parecia até um esconderijo. Mas depois que você passava o bosque, aparecia um lindo gramado. Uma área aberta e a casa ao fundo. Estacionei o carro na entrada. Toquei a campainha. Eram sete da noite quando Camila abriu a porta. Camila com seus vinte e poucos anos, cabelo ruivo, longo, sensual e carismática. Uma garota da capital, livre e alegre, sem muito formalismo. Muito diferente do pessoal da cidade. Tinha uma energia em seu olhar, pura vitalidade. Ela era especial. Tudo nela era perfeito, o velho Anderson tinha acertado na escolha. E ela na nova cor do cabelo. Lá estava eu a sua porta. Agora que o meu velho amigo estava morto podia olhar pra ela e pensar em muitas coisas. Entrei atrás dela.
- Encontrou fácil o caminho? – perguntou Camila.
- sim. Eu já estive aqui. Lembra? Acho que foi no inverno passado. Fizemos uma pescaria no açude.
Sentei junto a mesa de jantar na sala enquanto Camila abria uma garrafa de vinho tinto seco.
 - Como você esta? – eu disse - No final aquele dia não foi possível conversarmos.
- Estou melhor agora. Mas foi muito difícil no inicio.
- Imagino. Ele sempre falava do amor que tinham.
- Não foi por causa do amor. É que são muitos compromissos.
- Que compromissos?
Ela encheu novamente nossos copos.
- Vamos esperar mais um pouco. Daqui a pouco vai chegar alguém que pode explicar melhor.
- Ângelus?
- Outra pessoa.
- Esta até parecendo uma historia de ficção. Só ainda não entendi se é policial ou de mistério.
- Essa pessoa que estamos aguardando vai lhe explicar. Peço-lhe apenas que tenha um pouco mais de paciência.
- Mais!
- Seja razoável.
- Eu estou sendo, apenas não consigo entender.
- Você vai entender tudo. Esta pessoa é da mais alta confiança. Não tem com o que se preocupar. Daqui a pouco ela deve chegar. Na verdade já deveria ter chegado.
- Combinou muito com seu rosto.
- O que?
- A cor do cabelo. Perfeito!
- Obrigada, quis mudar o visual.
- Visual novo, vida nova.
- Sim. Fico feliz que tenha gostado.
Ela mal terminou a frase. Escutamos o barulho de um carro se aproximando e estacionando na frente da casa. Camila foi abrir a porta. Antes de chegar à porta a campainha tocou. Ela abriu a porta. Fui pego de surpresa não imaginava que seria aquela pessoa. Ele entrou na sala, e eu falei de forma automática e surpresa.
- Você!?
- Posso lhe explicar.... – Ele disse.
- O que esta acontecendo aqui? Perguntei nervoso.
Camila interviu.
- Ele não podia lhe falar. Tinha prometido manter segredo.
- Quem mais está envolvido?
- Pedro. Vamos conversar. – Bernardo disse.
- O que vocês estão escondendo?
Foi à vez de Bernardo falar:
- De onde você acha que veio todo este dinheiro. Lembra que lhe falei a respeito do passado do Anderson.
- Sim, mas o que isto tem a ver. Com todas estas pessoas.
- Pare! Você tem que me escutar. Deixa-me falar.
- Ok, prossiga.
Camila se sentou na outra extremidade da mesa. Bebendo seu vinho. Enquanto Bernardo se sentou ao meu lado e pegou uma taça para ele e tomou um gole. Enquanto Camila nos observava.
- Ótimo vinho Camila! – ele disse.
Camila levantou e serviu mais vinho para mim. Realmente um ótimo vinho. Ela estava deslumbrante.  Era uma sensação boa estar perto dela. Lembrei-me que agora ela estava livre e desimpedida. Senti certo clima no ar quando ela me olhava. Talvez até tenha sido bom pra mim. Estar metido naquela historia, que o velho Anderson descanse em paz. A paz fazia parte do lema da funerária do Bernardo. Só queria saber se era recíproco o meu sentimento. Se ela também sentia que existia uma química.
-  Camila – disse ele -, o que você já contou?
- Nada, Bernardo.
- Estávamos esperando você chegar para começar a desenrolar a historia. – disse eu.
- Ótimo! Então vou lhe contar Pedro. Mas primeiro tens que jurar que não vai contar nada pra ninguém.
- Pode confiar amigo – disse eu -, não se preocupe.
- É muito serio, entende.
- Já falei. Pode confiar.
- Depois que você souber, não vai poder mais sair. Entende.
- Do que se trata?
- Quer saber mesmo? Se eu lhe contar vai ter que fazer parte. Não poderá sair mais.
- Tudo bem. Eu topo.
Camila foi à cozinha pegar outra garrafa de vinho. Enquanto Bernardo começou a falar do que se tratava.





Ofertas:

Postagens mais visitadas deste blog

"Eu nunca o vi bêbado" - uma entrevista com o editor de Bukowski (RARIDADE)

John Martin foi o editor de Bukowski durante grande parte de sua carreira, e é por isso que você agora sabe quem é Buk e você o ama ou odeia. Foi o que ele nos contou sobre sua conta.





Bukowski e sua esposa Linda. Fotos via Getty Images

Seja qual for a sua opinião de Bukowski - que você acredita que um niilista talentoso que só pensou em beber e foder, a voz de uma geração, ou um pouco de ambos - é inegável que era uma figura fundamental na história literária de Los Angeles. Por esse motivo, quando faz alguns anos trabalhamos no número do programa (o tema de Hollywood), decidi entrar em contato com John Martin, o editor de Bukowski. No final, a entrevista não foi publicada e permaneceu no rascunho até alguns dias atrás, quando decidimos publicá-la.


Se existe uma pessoa viva que pode dizer que conheceu o verdadeiro Charles Bukowski, essa pessoa é Martin. Martin foi o editor de Bukowski durante grande parte de sua carreira, e é por isso que você agora sabe quem é Buk e você o ama ou odei…

Exclusive Stephen King Interview - Entrevista exclusiva de Stephen King

Stephen Edwin King (born September 21, 1947) is an American author of contemporary horror, suspense, science fiction and fantasy. His books have sold more than 350 million copies[2] and many of them have been adapted into feature films, television movies and comic books. King has published fifty novels, including seven under the pen name Richard Bachman, and five non-fiction books. He has written nearly two hundred short stories, most of which have been collected in nine collections of short fiction. Many of his stories are set in his home state of Maine. King has received Bram Stoker Awards, World Fantasy Awards, British Fantasy Society Awards, his novella The Way Station was a Nebula Award novelette nominee,[3] and his short story "The Man in the Black Suit" received the O. Henry Award. In 2003, the National Book Foundation awarded him the Medal for Distinguished Contribution to American Letters.[4] He has also received awards for his contribution to literature for his …

fundo transparente para criar imagem PNG

---------------------------------------------------------------- ------------------------------------------------------------------ passe o mause em cima da parte branca entre as duas linhas tracejadas , clique com o botão direito do mause  e copie o fundo transparente para criar imagem PNG
Criar e imprimir cartão de visita e flyer